Engenharia Informática

Apresentação

A Licenciatura em Engenharia Informática (LEI) da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal é um curso moderno, bem estruturado, que procura dar aos seus estudantes bases técnicas e científicas sólidas, que lhes permitam a análise, a conceção e o desenvolvimento de soluções informáticas de alto nível acompanhando a rápida evolução tecnológica. A elevada componente laboratorial na organização do curso assegura ainda ao estudante a aplicação de conhecimentos e de saberes adquiridos às atividades concretas do respetivo perfil profissional.

A LEI divide-se em três ramos de especialização, nas áreas de Engenharia de Software (ES), Informática de Gestão (IG) e Informática Industrial (II – atualmente suspenso, sem novas adimissões)

Objetivos

A LEI procura formar especialistas que conjugam um bom nível de conhecimento com uma forte componente prática visando a rápida integração no mercado de trabalho. A sua oferta formativa foi criada para que os estudantes adquiram os seus conhecimentos de uma forma sequencial, relacionada e por fim integrada, dando-lhes bases sólidas que lhes permitem uma aprendizagem e adaptação rápida a novas tecnologias. As soft skills dos estudantes são desenvolvidas através dos vários trabalhos em equipa realizados ao longo do curso.

Plano de estudos

Plano de Estudos em vigor

Acreditação

Estado: Acreditado
6 anos de acreditação: De 3 de julho de 2015 a 3 de julho de 2021
Consulte aqui: 
Relatório de Autoavaliação
Acreditação A3ES

Saídas profissionais

As saídas profissionais dos licenciados da LEI são, entre outras: 

  • Programador
  • Analista de sistemas
  • Gestor de projetos informáticos
  • Consultor
  • Gestor de sistemas de informação e de bases de dados

Os setores de atividade incluem: 

  • Consultoras de informática
  • Empresas de base tecnológica
  • Banca
  • Comércio e serviços
  • Industria
  • Educação

Razões para a escolha do curso

  • Porque permite estudar os fundamentos da engenharia informática e adquirir um leque de conhecimentos atualizados do ponto de vista tecnológico, adaptado às necessidades do mercado de trabalho
  • Por um conjunto de unidades curriculares com um currículo coerente e consistente na área da formação
  • Pela aquisição de competências que permitem aspirar a uma carreira profissional auspiciosa num ambiente colaborativo em proximidade com os professores e colegas
  • Pela inserção num processo de aprendizagem orientado para o projeto e para o conhecimento aplicado
  • Pela forte taxa de empregabilidade
  • Pelo elevado reconhecimento do curso pelas empresas

Duração e total de créditos ECTS

3 anos | 180 ECTS

Coordenação do curso

Coordenador de Curso:

Professor Doutor José António Moinhos Cordeiro | jose.cordeiro@estsetubal.ips.pt

Coordenadores Adjuntos:
Ramo de Engenharia de Software: Professor Especialista Nuno Miguel Vicente de Pina Gonçalves
Ramo de Informática de Gestão: Professor Doutor José António Moinhos Cordeiro
Ramo de Informática Industrial (ramo atualmente suspenso, sem novas admissões): Professor Doutor José António Moinhos Cordeiro

Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Curso de Licenciatura em Engenharia Informática

Despacho de publicação em Diário da República

Propina anual

900 euros (em 10 prestações - consulte regulamentação de propinas)

Número de vagas

Consultar despacho aqui

Condições de acesso e ingresso

Regime Geral | Concurso Nacional de Acesso

Condição de acesso: 12º ano ou habilitação legalmente equivalente
Provas de ingresso: (16) Matemática ou [(16) Matemática e (10) Geometria Descritiva]
Fórmula da nota de candidatura: notas do Ensino Secundário (65%) e da Prova Ingresso (35%)
Classificação mínima: 100 (cem) para a Nota de Candidatura | 95 (noventa e cinco) para a Nota da Prova de Ingresso
Preferências regionais: 40% vagas, para os alunos oriundos dos Distritos de Beja, Setúbal, Lisboa, Évora, Açores e Madeira

Consulte aqui as condições de acesso específicas para o Regime Geral

Maiores de 23

Consulte aqui as condições de acesso específicas para o Regime de M23

Regimes Especiais

Consulte aqui as condições de acesso a Concursos Especiais, Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso

Pré-requisitos

Não aplicável.

Outra informação

Empregabilidade

96,3%
[Segundo dados disponibilizados pela DGEEC, relativa aos desempregados registados com habilitação superior concluída em 2013, 2014, 2015 e 2016 e diplomados nos anos letivos 2012, 2013, 2014 e 2015, em junho 2016]

Relatórios

Relatório de monitorização 2015-2016

Testemunhos

" Considero que tive uma formação universitária abrangente, qualificada e orientada para o saber fazer. Continuo a visitar a ESTSetúbal/IPS para contatar amigos, colegas e docentes que marcaram a minha formação universitária, além de ser um membro ativo da ESTuna".

Luís Rodrigues

Diplomado do curso de licenciatura em Engenharia Informática – Ramo de Engenharia de Software Trainee em BPS - AMS FSI Deloitte Portugal


" Considero que tive uma formação universitária abrangente, qualificada e orientada para o saber fazer. Continuo a visitar a ESTSetúbal/IPS para contatar amigos, colegas e docentes que marcaram a minha formação universitária, além de ser um membro ativo da ESTuna".

Roberto Silva

Diplomado do curso de licenciatura em Engenharia Informática – Ramo Informática de Gestão IT Project Manager DHL Supply Chain


" Numa área tão competitiva e em constante mutação como a das tecnologias de informação e comunicação, a formação de nível superior é um fator fundamental de diferenciação, e foi no IPS que encontrei a combinação perfeita entre as minhas áreas de interesse pessoal e um ecosistema de transferência de tecnologia e ligação ao tecido empresarial".

Hugo Silva

Diplomado do curso de licenciatura em Engenharia Informática – Ramo Informática Industrial Chief Innovation Officer PLUX, Lda