Biologia das Espécies Aquícolas

Apresentação

Para a produção em aquacultura ser sustentável é importante conhecer a biologia e ecologia das espécies com potencial para serem cultivadas e identificar as condições ambientais mais apropriadas para a sua produção. É preciso conhecer as características associadas à biologia da espécie para se poder adequar as condições para a sua reprodução e crescimento em aquacultura. Desta forma, existe a necessidade de os profissionais terem um conhecimento especifico sobre as espécies que lhes permitam atuar de forma consciente e informada durante o processo de cultivo. Para além disso, é 
importante saber quais os processos de produção que melhor se adequam à produção de cada espécie, para poder fazer uma planificação e gestão adequadas.

Objetivos e Competências

Objetivos:

  • Saber identificar as principais espécies cultivadas em aquicultura e os tipos de produção adequados a cada uma;
  • Compreender a biologia, fisiologia e ecologia das espécies cultivadas e com potencial aquícola;
  • Entender a potencialidade das espécies emergentes para diversos usos, incluindo o consumo, as  aplicações médico-farmacêuticas, a biotecnologia e a conservação dos ecossistemas;
  • Compreender os princípios da aquicultura multi-trófica integrada, as suas vantagens 
    e constrangimentos.

Competências:

  • Ter capacidade para selecionar espécies com potencial emergente para serem exploradas através da aplicação dos conhecimentos adquiridos;
  • Ser capazde identificar as condições ideais para a cultura das diferentes espécies, integrando o conhecimento sobre os ciclos de vida e as necessidades ambientais;
  • Desenvolver competências de análise crítica de várias opções, discussão fundamentada com base no conhecimento, capacidade de interpretação e exposição.

Estrutura curricular / Conteúdos:

Módulo 1. Onde podemos fazer aquacultura (Presencial: TP-3h, PL-3h, online: TP-3h)

  • Condições ambientais para aquacultura em águas interiores, de transição e costeiras (offshore): portunidades e limitações para a atividade
  • Ordenamento do território: capacidade de carga e sensibilidade ambiental dos meios aquáticos
  • Exemplos de aquaculturas em diferentes meios em Portugal.

Modulo 2. O que é produzido e as espécies do futuro (Presencial: TP-6h, PL-4,5h, online: TP-6h, S-1,0h)

  • Biologia, fisiologia e ecologia das espécies cultivadas e com potencial aquícola
  • Taxonomia e nomenclatura: princípios gerais e aplicabilidade
  • Ciclos de vida e processos biológicos de espécies com interesse aquícola
  • Espécies emergentes: critérios de seleção

Modulo 3. Como podemos melhorar os processos de produção e valorização aquícola (Presencial: TP-6h, TC-5h, online: TP-6h, S-1,5h)

  • Policultura e Aquacultura multitrófica integrada: seleção de espécies e tipos de sistemas
  • Espécies emergentes: estratégias de valorização 
  • Casos de estudo internacionais e em Portugal
  • Biotecnologia e Aquacultura.

Créditos ECTS

6 ECTS.

Metodologias de Ensino / Aprendizagem

Nas aulas teórico-práticas (TP) são utilizados métodos expositivos e de aprendizagem ativa, através da colocação de questões e pesquisa orientada. As aulas práticas laboratoriais (PL) consistem no uso de protocolos para identificação das espécies estudadas e das suas estruturas morfológicas e na apresentação de palestras preparadas pelos alunos sobre os diferentes processos de produção aquícola estudados. As aulas de Trabalhos de Campo (TC) são utilizadas metodologias de problem based learning e nas aulas de Seminário são convidados especialistas da área para partilha de experiências práticas, atuais e inovadores.

Responsabilidade do Curso

Professor Ricardo Salgado e Paula Maria Chainho de Oliveira

Carga Horária, Horário e Período de Funcionamento

O curso tem 45 horas de contacto, de entre as quais, presenciais: TP-15h, PL-7,5h, TC-5h e blearning/on-line: TP-15h, S-2,5h e 117 horas de trabalho autónomo. TP- aulas teórico-práticas, PLaulas práticas de laboratório, TC- aulas de trabalho de Campo e S-aulas de seminário.

Destinatários

Estudantes, investigadores e outros profissionais que pretendam adquirir conhecimentos teóricos e práticos sobre biologia das espécies cultiváveis em aquacultura.

  • Titulares do grau licenciado, ou equivalente ou frequência de licenciatura de cursos: Tecnologias do Ambiente e do Mar, Biologia, Biologia, Marinha, Ciências do Mar, Ciência e Tecnologia Animal, ou outras áreas afins; 
  • Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado nível nacional; 
  • Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido para realização do curso. 

Pré-requisitos: Aberto a todos os interessados, não são necessários conhecimentos prévios

Vagas

Inscrição limitada a um máximo de 20 formandos por turma. O número mínimo para garantir o funcionamento de cada turma do Curso é de 12 formandos, podendo a Presidente do IPS autorizar a título excecional, sob proposta do Diretor da ESTSetúbal/IPS, o funcionamento de um número inferior das inscrições.

Propina

Brevemente disponível.

Processo de Candidatura

A formalização da candidatura processa-se através da entrega do processo de candidatura via online, no portal do Instituto Politécnico de Setúbal em www.ips.pt, e pelo pagamento dos emolumentos associados (quando aplicável).
As candidaturas devem ser efetuadas nos prazos definidos neste edital, sendo instruídas com os seguintes documentos:

  • Certificado de Habilitações Escolares ou lista de Unidades Curriculares realizadas no caso de candidatos/as estudantes;
  • Cópia de Documento de identificação (BI/CC/Passaporte/Título de Residência permanente) ou a Minuta
  • com os dados de identificação;
  • Cópia do cartão de contribuinte, se não submeteu Cartão de Cidadão, ou a Minuta com os dados de identificação;
  • Currículo Vitae;
  • Comprovativo de que o/a candidato/a pertence a organização/instituição com quem o IPS tem um acordo PRR ou que é estudante, trabalhador/a ou bolseiro/a de investigação do IPS.

Critérios de Seriação e de Seleção

A seleção dos candidatos seguirá os seguintes critérios:

  • 1º Análise da relevância e classificação das habilitações literárias (40%);
  • 2º Análise da relevância da experiência profissional (40%);
  • 3º Análise da relevância de outros elementos curriculares (20%).

Júri

O júri do concurso de acesso é composto por: Brevemente disponível
Presidente: 
Vogais: 

Edital | Candidatura (brevemente disponível)